(-81)
Você está em:

Home

Artigo: 7 dicas para o feedback perfeito 18/12/2017 12:14:46

Braulio Lalau de Carvalho

 

Um dos momentos de maior tensão no setor interno das empresas é o período em que o gestor precisa passar feedbacks para sua equipe. Devido ao fato de que todos os colaboradores estão cheios de expectativas, esta atividade, muitas vezes, é considerada delicada e complexas pelos líderes.

 

Apesar disso, todos nós sabemos que essas reuniões de avaliação são fundamentais, uma vez que seu objetivo é alinhar os anseios da companhia com os dos colaboradores, traçar objetivos e buscar melhores resultados, tanto para a empresa quanto para as equipes e seus líderes.

 

Mas não basta apenas ter reuniões de feedback esporádicas com seu time, o bom gestor é aquele que está próximo do dia a dia da empresa, fornecendo dicas contínuas para suas equipes, dando espaço para o diálogo que, por sua vez, impulsiona o crescimento dos colabores.

 

Pensando nisso, listo, neste artigo, sete dicas fundamentais para que você possa transmitir um bom feedback, a fim de melhorar a produtividade de seu negócio e de seus funcionários.
Vamos lá:


1. Feedbacks precisam de periodicidade:
Apesar de ser uma situação desafiante, tanto para o funcionário quanto para o gestor, é preciso que essa reunião de análise seja realizada periodicamente. Para tanto, o gestor precisa quebrar o gelo, buscar uma maneira de tratar o assunto de forma objetiva, mas que não torne o processo algo desgastante e tenso. Com periodicidade em feedbacks (é adequado que essas reuniões ocorram, pelo menos, de três em três meses), o gestor conseguirá traçar mais metas e orientar sua equipe para que, em conjunto, obtenham melhores resultados para a organização.


2. Aplique a Dinâmica do Espiral:

Segundo o cientista social Don Beck, o conceito básico da Dinâmica da Espiral é que a natureza humana não é inalterável em seu nascimento, nós temos uma inteligência adaptativa e complexa, capaz de evoluir e se adequar a diferentes cenários.
Nesse contexto, utilizar a dinâmica do espiral como base para a apresentação de um feedback é interessante para que o gestor expresse, tanto os desafios que precisam ser superados, quanto os progressos conquistados por toda a equipe, além de identificar o que ainda precisa ser desenvolvido e melhorado.


3. Esteja aberto ao diálogo:

Para o sucesso de um feedback, é preciso, acima de tudo, assertividade. O líder deve conseguir expressar seus pensamentos e ideias, sem que isso afete de modo negativo sua equipe, mas sim, incentivando-os a se entregarem e darem o seu melhor. Para tanto, é preciso haver diálogo, um diálogo no qual o gestor possa falar o que pensa, e também ouvir o que a equipe tem a pontuar durante a reunião.


4. Apresente os pontos positivos e negativos com sinceridade:

Como elemento crucial em um bom feedback, o gestor precisa apresentar o devido reconhecimento que a equipe merece, apresentando os pontos positivos de cada um e demonstrando que todo o trabalho árduo foi reconhecido e será recompensado. Do mesmo modo, é preciso, também, sinceridade para pontuar o que foi negativo, sempre buscando melhorias e adotando uma visão de incentivo para a equipe.


5. Apresentar a importância daquele feedback:

É essencial, durante reunião com a equipe, fazê-los entender que esse feedback é de total importância para o crescimento da empresa e de todos os funcionários. Mostrar que, tanto as pontuações positivas quanto negativas, devem ser entendidas como degraus para o crescimento, e que cada colaborador que procurar melhoria profissional e reconhecimento, terá mais chances de obter oportunidades em sua carreira.


6. Dê exemplos do cotidiano da empresa:

Durante a reunião para feedback, é interessante que o gestor pontue situações que acontecem durante o dia a dia da empresa para melhor entendimento e visão de sua equipe. Assim, você consegue demonstrar quais são os problemas e também quais são os caminhos a serem seguidos em cada atividade. Com esse gesto, os funcionários se sentirão terão melhor noção do que se espera deles, evitando falhas e ruídos na comunicação do feedback.


7. Oriente o que deve ser feito:
Por último, porém não menos importante, é papel do gestor apresentar soluções a seus funcionários, o caminho das pedras para o crescimento na organização. Só assim, a equipe será mais produtiva e ágil, gerando, consequentemente, maior reconhecimento de mercado e crescimento para a empresa.
Bônus - Você também precisa de um feedback.


Como vimos, o feedback é de extrema importância para a melhoria profissional, para o desenvolvimento das atividades empresariais e, tão logo, para o crescimento da companhia. Sendo assim, é preciso que o gestor tenha plena consciência, de que, do mesmo modo que é importante saber transmitir um feedback, é igualmente fundamental ter a humildade e capacidade para receber avaliações sobre seu próprio desempenho enquanto líder. Através de seus colaboradores, é possível buscar dicas e sugestões de como melhorar em seu dia a dia, afinal de contas, todos nós sempre podemos evoluir. E evoluir, nada mais é, do que ser capaz de constantemente aprender.

 

 


*Braulio Lalau de Carvalho é CEO da Orbitall, empresa do Grupo Stefanini


 



 

Últimas

» Artigo: O pequeno varejo ampliando o acesso à automedicação responsável 26 de Novembro 2018, 18h27
» Artigo: As oportunidades e os desafios da Black Friday 23 de Novembro 2018, 16h39
» Artigo: Internet das Coisas é uma vantagem para o seu negócio? 14 de Novembro 2018, 15h36
» Artigo: O recado das ruas aos candidatos 24 de Setembro 2018, 13h16
» Artigo: Uma boa gestão pode te desviar das crises 26 de Junho 2018, 17h55
» Artigo: venda de remédios em supermercados pode reduzir preços ao consumidor 06 de Junho 2018, 17h55
» Artigo: Bancos travam cartões de crédito e o País 18 de Abril 2018, 15h23
» Artigo: Vendedor, você atende às necessidades do seu cliente? 29 de Março 2018, 12h12
» Artigo: O desperdício de alimentos continua alto 20 de Fevereiro 2018, 11h43
» Artigo: Os caminhos do ‘atacarejo' brasileiro 21 de Dezembro 2017, 11h08

Ver mais »