(299)
Jurídico
Apresentação
Membros do Comitê
» Notícias Jurídicas
 
Você está em:

Comitês

Corte Especial revisa entendimento: incidem juros de mora entre data dos cálculos e requisição ou precatório 15/05/2019 às 12h

Em virtude da posição definida pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) revisou entendimento em recurso repetitivo para estabelecer que incidem juros de mora no período entre os cálculos do que é devido pela União e a data da requisição formal do pagamento.

 

A tese fixada pelos ministros foi a seguinte: “Incidem os juros da mora no período compreendido entre a data da realização dos cálculos e a da requisição ou do precatório”.

 

O assunto está cadastrado no sistema de repetitivos do STJ como Tema 291.

 

O relator do recurso especial, ministro Napoleão Nunes Maia Filho, explicou que, em 2010, o STJ fixou entendimento de que não incidiam juros de mora em tal situação. Entretanto, em 2017, o STF julgou a questão em caráter de repercussão geral e decidiu pela incidência dos juros no período compreendido entre a data dos cálculos e a da requisição ou do precatório.

 

“Entendo que a tese fixada pelo STF, quando do julgamento da questão constitucional supramencionada, soluciona, de forma suficiente, a controvérsia posta em discussão no âmbito desta Corte Superior de Justiça”, resumiu Napoleão.

 

Recursos repetitivos

O CPC/2015 regula nos artigos 1.036 a 1.041 o julgamento por amostragem, mediante a seleção de recursos especiais que tenham controvérsias idênticas. Conforme previsto nos artigos 121-A do Regimento Interno do STJ e 927 do CPC, a definição da tese pelo STJ vai servir de orientação às instâncias ordinárias da Justiça, inclusive aos juizados especiais, para a solução de casos fundados na mesma questão jurídica.

 

A tese estabelecida em repetitivo também terá importante reflexo na admissibilidade de recursos para o STJ e em outras situações processuais, como a tutela da evidência (artigo 311, II, do CPC) e a improcedência liminar do pedido (artigo 332 do CPC).

 

Na página de repetitivos do STJ, é possível acessar todos os temas afetados, bem como saber a abrangência das decisões de sobrestamento e as teses jurídicas firmadas nos julgamentos, entre outras informações.

 

Leia o acórdão.


Esta notícia refere-se ao(s) processo(s):


REsp 1665599


Fonte: STJ – 15/05/2019.




Clipping Portal ABRAS


 

Últimas

» Presidente da ABRAS participa de reunião da UNECS em SP 15 de Julho 2019, às 17h
» Reforma Tributária pode reduzir alíquota máxima do Imposto de Renda 15 de Julho 2019, às 16h
» Canudo de plástico é proibido no estado de SP; multa pode chegar a R$ 5,3 mil 15 de Julho 2019, às 16h
» Mercosul deve anunciar fim de roaming internacional na quarta-feira 15 de Julho 2019, às 16h
» Rodrigo Maia: reforma da Previdência será votada em 2º turno a partir de 6 de agosto 15 de Julho 2019, às 16h
» Previdência: confira principais pontos aprovados em primeiro turno 15 de Julho 2019, às 16h
» Termina hoje prazo para retorno de pequenas empresas ao Simples 15 de Julho 2019, às 16h
» Descontentamento com situações normais de trabalho não configura assédio moral 15 de Julho 2019, às 16h
» Justiça gratuita suspende pagamento de sucumbência por dois anos, diz TRT-4 15 de Julho 2019, às 16h
» Serviços informatizados terão manutenção neste mês 15 de Julho 2019, às 16h

Ver mais »