(299)
Jurídico
Apresentação
Membros do Comitê
» Notícias Jurídicas
 
Você está em:

Comitês

STF decide que estabilidade começa na confirmação da gravidez 11/10/2018 14:09:50

Por 8 votos a 1, o Plenário do Supremo Tribunal Federal reconheceu, na sessão desta quarta-feira (10/10), que mulheres grávidas devem ter estabilidade a partir da confirmação da gravidez, e não somente após a comunicação ao empregador. 96 processos semelhantes aguardavam decisão da corte.

 

Os ministros mantiveram entendimento da Súmula 244 do Tribunal Superior do Trabalho em relação à Constituição Federal, em que é “vedada a dispensa arbitrária ou sem justa causa da empregada gestante, desde a confirmação da gravidez até cinco meses após o parto”.

 

A decisão se baseou em recurso que discute se o patrão que demitiu uma mulher sem saber que ela estava grávida deveria pagar indenização. O relator, ministro Marco Aurélio, votou para que a mulher não tivesse direito à indenização. “Na minha avaliação, como o empregador não tinha a confirmação da gravidez, não ficou caracterizada a demissão imotivada que é vedada pela Constituição a mulheres grávidas”, disse.

 

A divergência foi aberta pelo ministro Alexandre de Moraes ao destacar que a proteção constitucional à maternidade é mais importante do que o "requisito formal".

 

“O prazo é da confirmação da gravidez e de até cinco meses após o parto, ou seja, um período em que se garante uma estabilidade econômica. Comprovadamente pela medicina, pela ciência são os meses mais importantes de proximidade da mãe com o filho”, disse o ministro.

 

O entendimento foi seguido pelos ministros Edson Fachin, Rosa Weber, Luís Roberto Barroso, Luiz Fux, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e o presidente, Dias Toffoli.

 

RE 629.053

 

Gabriela Coelho – Repórter da revista Consultor Jurídico

 

Fonte: Revista Consultor Jurídico – 10/10/2018.




Clipping Portal ABRAS


 

Últimas

» Governo divulga regras para a declaração do Imposto de Renda 2019 22 de Fevereiro 2019, 11h59
» Ministro prorroga prazo para edição de norma sobre compensações da Lei Kandir 22 de Fevereiro 2019, 11h57
» Agricultura prepara medida provisória que muda inspeção sanitária 22 de Fevereiro 2019, 11h56
» Usina é condenada a devolver contribuição confederativa, mas obtém isenção de pagamento de horas in itinere 22 de Fevereiro 2019, 11h55
» Inteligência artificial já manda soltar e prender, mas não fica só nisso 22 de Fevereiro 2019, 11h54
» Abras/Superhiper premia marcas líderes de vendas e lançamento do ano 21 de Fevereiro 2019, 12h43
» Receita Federal declara inaptidão de mais de 3 milhões de CNPJ 21 de Fevereiro 2019, 12h10
» Reforma da Previdência: veja os principais pontos 21 de Fevereiro 2019, 12h09
» Câmara conclui votação sobre cadastro positivo; projeto vai ao Senado 21 de Fevereiro 2019, 12h03
» Decisão interlocutória sobre prescrição ou decadência deve ser impugnada por agravo de instrumento 21 de Fevereiro 2019, 12h02

Ver mais »